25 março 2011

O VALOR DE UMA DONA DE CASA

Um homem chegou em casa, após o trabalho, e encontrou seus três filhos brincando do lado de fora,
ainda vestindo pijamas.
Estavam sujos de terra, cercados por embalagens vazias de comida entregue em casa.
A porta do carro da sua esposa estava aberta.
A porta da frente da casa também.
O cachorro estava sumido, não veio recebê-lo.
Enquanto ele entrava em casa, achava mais e mais bagunça.
Na sala de estar, a televisão ligada berros num desenho animado qualquer, e o chão estava
atulhado de brinquedos e roupas espalhadas.
Na cozinha, a pia estava transbordando de pratos; ainda havia café da manhã na mesa, a geladeira
estava aberta, tinha comida de cachorro no chão e até um copo quebrado em cima do balcão.
Assustado, ele subiu correndo as escadas, desviando dos brinquedos espalhados e de peças de roupa suja.
Será que a minha mulher passou mal? ele pensou.
Será que alguma coisa grave aconteceu?
Daí ele viu um fio de água correndo pelo chão, vindo do banheiro.
Lá ele encontrou mais brinquedos no chão, toalhas ensopadas, sabonete líquido espalhado por toda parte
e muito papel higiênico na pia.
A pasta de dente tinha sido usada e deixada aberta e a banheira transbordando água e espuma.
Finalmente, ao entrar no quarto de casal, ele encontrou sua mulher ainda de pijama, na cama,
deitada e lendo uma revista.
Ele olhou para ela completamente confuso, e perguntou:
Que aconteceu aqui em casa?
Porque toda essa bagunça?
Ela sorriu e disse:
- Todo dia, quando você chega do trabalho, me pergunta:
- Afinal de contas, o que você fez o dia inteiro dentro de casa?- Bem... Hoje eu não fiz nada, FOFO !!!!

24 março 2011

Um Lar para Voltar




Você já se deu conta da importância do seu lar?

Não nos referimos ao valor financeiro da sua casa, mas da importância do aconchego do lar.

Na correria do nosso dia-a-dia, muitos de nós não pensamos no que significa ter um lar para voltar ao final de um dia de trabalhos intensos e cansativos.

No entanto, o lar é a base segura de todos aqueles que possuem esse grande tesouro.

Existem pessoas que lutaram com dificuldades, passaram por necessidades de toda ordem, mas conseguiram êxito graças ao carinho e à dignidade dos pais que ofereceram suporte para vencer os obstáculos.

Por essa razão, o lar é indispensável como base para uma carreira de sucesso.

Não importa o tamanho da construção nem o material de que é feito, mas importa que seja um verdadeiro abrigo de amor, afeto e amizade.

Pode ser uma mansão ou um casebre...

Um bangalô, ou um barraco singelo...

Pode faltar o pão, mas não deve faltar o abraço de ternura de uma mãe dedicada...

Pode faltar uma cama confortável, mas não deve faltar os braços fortes de um pai que ampara e orienta...

Pode faltar o luxo, mas não deve faltar o toque delicado de uma mãe caprichosa.

Pode faltar muita coisa, mas não pode faltar o diálogo amigo que estreita os laços e se faz ponte de entendimento em todas as situações.

A casa pode ser frágil e não oferecer resistência contra a chuva fria, mas o lar deve ser bastante resistente para suportar as investidas de todos os tipos de vícios.

A construção pode balançar com rajadas de ventos fortes, mas o lar deve se manter firme mesmo diante das investidas mais ásperas da indignidade e da desonra.

Se você nunca havia pensado nisso, pense agora.

Quando chega no fim de um dia cansativo, desgastante, e você, vencido pelo cansaço, avistar seu lar de portas abertas e uma pessoa que você ama de braços abertos para dizer:

- Olá! Como foi seu dia?

Você perceberá como é importante poder voltar para casa.

Com chuva ou com sol, lá está o nosso lar para nos acolher e nos dar abrigo.

Por essa razão, valorizemos esse refúgio seguro no qual passamos a maior parte de nossas vidas, valorizando também aqueles que compartilham conosco desse pequeno clube e fazendo com que ele possa ser um verdadeiro porto seguro.


Autor desconhecido

Milho de Pipoca

Image Hosted by ImageShack.us


   
Milho de pipoca que não passa pelo fogo continua a ser milho para sempre. Assim acontece com a gente. As grandes transformações acontecem quando passamos pelo fogo. Quem não passa pelo fogo, fica do mesmo jeito a vida inteira.
São pessoas de uma mesmice e uma dureza assombrosa. Só q elas não percebem e acham q seu jeito de ser é o melhor jeito de ser. Mas, de repente, vem o fogo. O fogo é quando a vida nos lança numa situação que nunca imaginamos: a dor.
Pode ser fogo de fora: perder um amor, perder um filho, o pai, a mãe, perder o emprego ou ficar pobre. Pode ser fogo de dentro: pânico, medo, ansiedade, depressão ou sofrimento, cujas causas ignoramos. Há sempre o recurso do remédio: apagar o fogo!
Sem fogo o sofrimento diminui. Com isso, a possibilidade da grande transformação também. Imagino que a pobre pipoca, fechada dentro da panela, lá dentro cada vez mais quente, pensa que sua hora chegou: vai morrer.

Dentro de sua casca dura, fechada em si mesma, ela não pode imaginar um destino diferente para si. Não pode imaginar a transformação que está sendo preparada para ela. A pipoca não imagina aquilo de que ela é capaz. Aí, sem aviso prévio, pelo poder do fogo a grande transformação acontece: BUM!
E ela aparece como uma outra coisa completamente diferente, algo q ela mesma nunca havia sonhado. Bom, mas ainda temos o piruá, q é o milho de pipoca q se recusa a estourar. São como aquelas pessoas que, por mais q o fogo esquente, se recusam a mudar. Elas acham q não pode existir coisa mais maravilhosa do que o jeito delas serem.
A presunção e o medo são a dura casca do milho q não estoura. No entanto, o destino delas é triste, já q ficarão duras a vida inteira. Deus é o fogo q amacia nosso coração, tirando o q nele há de melhor! Acredite q para extrairmos o melhor de dentro de nós temos q, assim como a pipoca, passar pelas provas de Deus.
Talvez hoje você não entenda o motivo de estar passando por alguma coisa... Mas tenha certeza q
ue quanto mais quente o fogo mas rápido a pipoca estoura 

   
   e você e uma pipoca ou um piruá?
   
Image Hosted by ImageShack.us

04 março 2011

Aprendi


APRENDI
Aprendi que eu não posso exigir o amor de ninguém, posso apenas dar boas razões para que gostem de mim e ter paciência, para que a vida faça o resto.

Aprendi que não importa o quanto certas coisas sejam importantes para mim, tem gente que não dá a mínima e eu jamais conseguirei convencê-las.

Aprendi que posso passar anos construindo uma verdade e destruí-la em apenas alguns segundos. Que posso usar meu charme por apenas 15 minutos, depois disso, preciso saber do que estou falando.

Eu aprendi... Que posso fazer algo em um minuto e ter que responder por isso o resto da vida. Que por mais que se corte um pão em fatias, esse pão continua tendo duas faces, e o mesmo vale para tudo o que cortamos em nosso caminho.

Aprendi... Que vai demorar muito para me transformar na pessoa que quero ser, e devo ter paciência. Mas, aprendi também, que posso ir além dos limites que eu próprio coloquei.

Aprendi que preciso escolher entre controlar meus pensamentos ou ser controlado por eles. Que os heróis são pessoas que fazem o que acham que devem fazer naquele momento, independentemente do medo que sentem.

Aprendi que perdoar exige muita prática. Que há muita gente que gosta de mim, mas não consegue expressar isso.

Aprendi... Que nos momentos mais difíceis a ajuda veio justamente daquela pessoa que eu achava que iria tentar piorar as coisas.

Aprendi que posso ficar furioso, tenho direito de me irritar, mas não tenho o direito de ser cruel. Que jamais posso dizer a uma criança que seus sonhos são impossíveis, pois seria uma tragédia para o mundo se eu conseguisse convencê-la disso.

Eu aprendi... que meu melhor amigo vai me machucar de vez em quando, que eu tenho que me acostumar com isso. Que não é o bastante ser perdoado pelos outros, eu preciso me perdoar primeiro.

Aprendi que, não importa o quanto meu coração esteja sofrendo, o mundo não vai parar por causa disso.

Eu aprendi... Que as circunstâncias de minha infância são responsáveis pelo que eu sou, mas não pelas escolhas que eu faço quando adulto.

Aprendi que numa briga eu preciso escolher de que lado estou, mesmo quando não quero me envolver. Que, quando duas pessoas discutem, não significa que elas se odeiem; e quando duas pessoas não discutem não significa que elas se amem.

Aprendi que por mais que eu queira proteger os meus filhos, eles vão se machucar e eu também. Isso faz parte da vida.

Aprendi que a minha existência pode mudar para sempre, em poucas horas, por causa de gente que eu nunca vi antes.

Aprendi também que diplomas na parede não me fazem mais respeitável ou mais sábio.

Aprendi que as palavras de amor perdem o sentido, quando usadas sem critério. E que amigos não são apenas para guardar no fundo do peito, mas para mostrar que são amigos.

Aprendi que certas pessoas vão embora da nossa vida de qualquer maneira, mesmo que desejemos retê-las para sempre.

Aprendi, afinal, que é difícil traçar uma linha entre ser gentil, não ferir as pessoas, e saber lutar pelas coisas em que acredito.




Charles Chaplin

02 março 2011

um casal apaixonado


Esta é a historia de dois jovens índios que se amavam loucamente, e por este amor ser tão lindo, eles tiveram a idéia de se de prender um ao outro eternizando este amor.
Sim eles queriam estar sempre juntos, mas não sabiam como fazê-lo, então o homem do casal foi ate o sábio da tribo e perguntou a ele:
-Sábio tenho uma companheira, somos muito felizes e por isto queríamos estar sempre juntos e eternizar este sentimento, mas não sabemos como fazê-lo. O senhor poderia nos ajudar?
O sábio admirando, sorriu e mandou que ele chama-se a sua companheira.
Quando ela chegou em sua tenda, ele os separou dizendo:
-Você Touro Bravo pela manhã, deverá partir e encontrar um falcão formoso, lindo e muito saudável, então capture-o e traga-o vivo para mim.
-Você Luz do Sol também deve partir na mesma hora, só que eu quero que você me traga uma linda águia, saudável e robusta, porem não deve feri-la, pois eu a quero muito viva aqui.
Em seguida o casal saiu da tenda, se despediram muito animados, pois eles pensaram que o sábio iria lhes dar uma eternidade de amor.
Pela manhã cada um foi para um lado, e apos alguns dias depois de capturar os pássaros, eles voltaram à tribo, cada um com a sua presa.
De imediato eles estavam orgulhosos de si mesmos por ter conseguido capturar os pássaros, entao assim que chegaram procuraram o sábio. mas este mandou que eles descansassem, porque só pela manha iria vê-los e falar com eles.
Assim aconteceu, na manhã seguinte o casal apaixonado visitou a tenda do sábio, então este fez com eles carregassem as suas presas enquanto caminhavam em direção ao topo de uma linda montanha.
O sábio com uma corda na mão, disse aos dois...
-Agora eu quero que vocês amarrem os pés do passaro do outro.
O casal amarrou como lhe foi pedido. Em seguida o sábio ordenou aos dois que eles lançassem seus pássaros ao vento, e eles o fizeram...
Naquele momento os pássaros começaram altivos a voar, mas de repente eles tiveram dificuldades voando com os seus pés atados, e não demorou para que eles começassem a se bicar e a se machucarem, depois cansados de brigar eles cairão juntos e começaram a se rastejar pelo caminho.
Surpresos os índios se olharam e perguntaram ao sábio.
-Sábio porque isto, porque eles se destroem?
E o sábio lhes respondeu:
-Vocês são como este falcão e esta águia, portanto se vocês estiverem amarrados um ao outro ainda que seja por muito amor, vocês um dia se machucarão e em breve estarão se arrastando como estes dois que brigaram, caíram e não podem mais se levantar... Olhem bem estes pássaros e pensem nisto, se quiserem que o seu amor perdure para sempre, aconselho que vocês voem juntos, pois o dia que vocês amarrarem os pés um do outro, o seu amor cairá como estes passaros caíram, pois no amor é necessário que as asas de cada um funcione bem para renovar suas forças e os seus sonhos...

Moral da historia: somente livres as pessoas são capazes de amar!
 

O que realmente importa



Era uma vez o jovem que recebeu do rei a tarefa de levar uma mensagem e alguns diamantes a um outro rei de uma terra distante.
Recebeu também o melhor cavalo do reino para levá-lo na jornada.
- Cuida do mais importante e cumprirás a missão! - disse o soberano ao se despedir.

Assim, o jovem preparou o seu alforje,
escondeu a mensagem na bainha da calça e colocou as pedras numa bolsa de couro amarrada a cintura, sob as vestes. Pela manhã, bem cedo, sumiu no horizonte. E não pensava sequer em falhar. Queria que todo o reino soubesse que era um nobre e
valente rapaz, pronto para desposar a princesa. Aliás, esse era o seu sonho e parecia que a princesa correspondia às suas
esperanças.

Para cumprir rapidamente sua tarefa, por vezes deixava a estrada e pegava atalhos que sacrificavam sua montaria. Assim, exigia o máximo do animal.

Quando parava em uma estalagem, deixava o cavalo ao relento, não lhe aliviava da sela e nem da carga, tampouco se preocupava em dar-lhe de beber ou providenciar alguma ração.

- Assim, meu jovem, acabas perdendo o animal - disse alguém.
- Não me importo - respondeu ele - Tenho dinheiro. Se este morrer, compro outro. Nenhuma falta fará!

Com o passar dos dias e sob tamanho esforço, o pobre animal não suportando mais os maus-tratos, caiu morto na estrada. O
jovem simplesmente o amaldiçoou e seguiu o caminho a pé. Acontece que nessa parte do país havia poucas fazendas e eram muito distantes umas das outras. Passadas algumas horas, ele se deu conta da falta que lhe fazia o animal. Estava exausto e sedento. Já havia deixado pelo caminho toda a tralha, com exceção das pedras, pois lembrava da recomendação do rei: "Cuida do mais importante!"
Seu passo se tornou curto e lento. As paradas, frequentes e longas. Como sabia que poderia cair a qualquer momento e temendo ser assaltado, escondeu as pedras no salto de sua bota. Mais tarde, caiu exausto no pó da estrada,onde ficou desacordado. Para sua sorte, uma caravana de mercadores que seguia viagem para o seu reino, o encontrou e cuidou dele. Ao recobrar os sentidos, encontrou-se de volta em sua cidade. Imediatamente foi ter com o rei para contar o que havia acontecido e com a maior desfaçatez, colocou toda a culpa do insucesso nas costas do cavalo "fraco e doente" que recebera.
- Porém, majestade, conforme me recomendaste, "cuida do mais importante", aqui estão as pedras que me confiaste. Devolvo-as a ti. Não perdi uma sequer.

O rei as recebeu de suas mãos com tristeza e o despediu, mostrando completa frieza diante de seus argumentos.

Abatido, o jovem deixou o palácio arrasado. Em casa, ao tirar a roupa suja, encontrou na bainha da calça a mensagem do rei, que dizia:
"Ao meu irmão, rei da terra do Norte. O jovem que te envio e candidato a casar com minha filha. Esta jornada é uma prova. Dei a ele alguns diamantes e um bom cavalo. Recomendei que cuidasse do mais importante. Faz-me, portanto, este grande favor e verifica o estado do cavalo. Se o animal estiver forte e viçoso, saberei que o jovem aprecia a fidelidade e força de quem o auxilia na jornada. Se, porém, perder o animal e apenas guardar as pedras, não será um bom marido nem rei, pois terá olhos apenas para o tesouro do reino e não dará importância à rainha nem àqueles que o servem".
Comparo esta estória com o ser humano que segue sua jornada na vida, tão preocupado com seu exterior, isto é, com os bens, que tudo guarda como se fosse tudo ouro, esquecendo de alimentar também a sua alma e o seu espírito com a alegria e o amor de Deus. Certamente não cumprirá a missão, já que não sabe guardar o que é mais importante . Se você tiver a oportunidade de conhecer pessoas assim , como conheci e conheço a muitos , verá que na intimidade têm mais problemas que você ou eu e são cercados de infelicidades .
Antes que seja tarde, preocupe-se em : será que estou no Caminho que me leva a Deus?Pense esta semana sobre isto!

II cronicas 7:14-16

se meu povo, que chama pelo meu nome se humilhar,e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos maus caminhos, entao eu ouvirei do ceu, e perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. agora estao abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos a oracao que se fizer neste lugar. pois agora escolhi e consagrei esta casa para que nela estejam meu nome para sempre, e nela estarão fixo os meus olhos e o meu coracao perpertualmente.

Envie esta página a um amigo!
Indique o Site!

contador de hists

visitantes

graciene

graciene

Graciene e Ana Julia

chiquinho

Ocorreu um erro neste gadget

ANA JULIA, MINHA NETA FOFA

ANA JULIA, MINHA NETA FOFA
uma estrelinha
Ocorreu um erro neste gadget

Recent Posts

Pesquisar este blog

Pictures of Butterflies

Loading...

Páginas