03 junho 2010

A Formiga e a Cigarra

http://tonaaula.files.wordpress.com/2009/04/cigarraformiga.jpg
Era uma vez, uma formiguinha e uma cigarra muito amigas. Durante todo o outono a formiguinha trabalhou sem parar, armazenando comida para o período de inverno. Não aproveitou nada do sol, da brisa suave do fim da tarde e nem do bate papo com os amigos ao final do trabalho tomando uma cervejinha. Seu nome era "trabalho" e seu sobrenome "sempre".

Enquanto isso, a cigarra só queria saber de cantar nas rodas de amigos e nos bares da cidade; não desperdiçou um minuto sequer, cantou durante todo o outono, dançou, aproveitou o sol, curtiu para valer sem se preocupar com o inverno que estava por vir.

Então, passados alguns dias, começou a esfriar. Era o
inverno que estava começando. A formiguinha, exausta de tanto trabalhar, entrou para a sua singela e aconchegante toca repleta de comida. Mas alguém
chamava por seu nome do lado de fora da toca.

Quando abriu a porta para ver quem era, ficou surpresa com o que viu: sua amiga cigarra estava dentro de uma Ferrari com um aconchegante casaco de vison.

E a cigarra disse para a formiguinha:
- Olá amiga, vou passar o inverno em Paris. Será que você poderia cuidar da minha toca?

E a formiguinha respondeu:
- Claro, sem problemas ! Mas o que lhe aconteceu ? Como você conseguiu dinheiro para ir a Paris e comprar esta Ferrari?

E a cigarra respondeu:
- Imagine você que eu estava cantando em um bar na semana passada e um produtor gostou da minha voz. Fechei um contrato de seis meses para fazer shows em Paris... A propósito, a amiga deseja algo de lá ?

Respondeu a formiguinha:
- Desejo sim. Se você encontrar um tal de La Fontaine (autor da fábula original) por lá, manda ele ir para o RAIO QUE O PARTA!!!


Moral da história: "Aproveite sua vida! Saiba dosar trabalho e lazer, pois trabalho em demasia só traz benefício em fábulas do La Fontaine e ao seu patrão."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

II cronicas 7:14-16

se meu povo, que chama pelo meu nome se humilhar,e orar, e buscar a minha face, e se desviar dos maus caminhos, entao eu ouvirei do ceu, e perdoarei os seus pecados e sararei a sua terra. agora estao abertos os meus olhos e atentos os meus ouvidos a oracao que se fizer neste lugar. pois agora escolhi e consagrei esta casa para que nela estejam meu nome para sempre, e nela estarão fixo os meus olhos e o meu coracao perpertualmente.

Envie esta página a um amigo!
Indique o Site!

contador de hists

visitantes

graciene

graciene

Graciene e Ana Julia

chiquinho

Ocorreu um erro neste gadget

ANA JULIA, MINHA NETA FOFA

ANA JULIA, MINHA NETA FOFA
uma estrelinha
Ocorreu um erro neste gadget

Recent Posts

Pesquisar este blog

Pictures of Butterflies

Loading...

Páginas